Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Brasão

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso


Quarta-feira, 19 de maio de 2021 17h10


Pandemia

Taxa de transmissão da Covid-19 voltou a subir em Mato Grosso, alerta Lúdio

Deputado estadual e médico sanitarista observou que relaxamento das medidas sanitárias facilitou a propagação do vírus

LAISE OLEAS LUCATELLI / Gabinete do deputado Lúdio Cabral



Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O deputado estadual e médico sanitarista Lúdio Cabral (PT) detectou novo aumento da taxa de transmissão da Covid-19 em Mato Grosso. Na avaliação de Lúdio, isso é efeito do relaxamento das medidas restritivas e do aumento da circulação de pessoas. Na convocação do secretário de Estado e de secretários municipais de Saúde realizada na terça-feira (18) na Comissão de Saúde, Lúdio alertou para a necessidade de retomar medidas sanitárias. 
“A taxa de transmissão, que vinha em queda desde o início de abril, voltou a subir e há seis dias já está novamente acima de 1. Isso significa que a epidemia volta a se acelerar em Mato Grosso, e isso se refletirá no aumento do número de casos novos de Covid-19”, explicou Lúdio.
A taxa de transmissão alcançou o menor patamar em 26 de abril, com 0,81, o que significa que no ciclo da doença, cada 100 pessoas transmitem a Covid para 81 pessoas. Na terça-feira (18), a taxa de transmissão já era de 1,12, o que significa que cada 100 pessoas transmitem a doença para 112 pessoas. Outro indicador preocupante é a ocupação dos leitos de UTI: de 26 hospitais de referência em Mato Grosso, 10 estão com 100% dos leitos de UTI ocupados.
Desde o início da pandemia, em março de 2020, Lúdio Cabral vem monitorando a evolução da Covid-19 em Mato Grosso e alertando o governo sobre as medidas que deveriam ser tomadas. Em 22 de janeiro deste ano, Lúdio recomendou ao governador a decretação de quarentena geral ao identificar aumento expressivo na taxa de transmissão e o risco de novo colapso do sistema de saúde em poucas semanas, especialmente em função da circulação de uma variante mais contagiosa do coronavírus.
“O estado retardou a tomada de decisões sobre medidas restritivas, decretou medidas inadequadas, e está se apressando em tomar medidas de relaxamento. Não estamos em um patamar da curva epidêmica que permita isso. Com a vacinação a passos lentos, com apenas 7% da população mato-grossense imunizada, somada ao relaxamento das medidas sanitárias, corremos o risco de viver uma epidemia muito prolongada no nosso estado”, afirmou Lúdio. 
O deputado apresentou um projeto de decreto legislativo para revogar o retorno do trabalho presencial no serviço público estadual e anunciou a apresentação de outro projeto para revogar o retorno das atividades presenciais nas escolas estaduais. Lúdio voltou a recomendar que o governo de Mato Grosso corrija o parâmetro para calcular a classificação de risco dos municípios. “O governo já melhorou o cálculo, mas ainda não é o correto. Temos que trabalhar com incidência semanal de casos como um indicador da taxa de crescimento do contágio”, observou.


Gabinete do deputado Lúdio Cabral


Associadas


Arquivos