Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Brasão

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso


Quarta-feira, 10 de abril de 2019 12h28


ATENDIMENTO

Sem repasse, Apae de Tangará da Serra suspende transporte escolar

Deputado Dr. João José denuncia caos na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais e cobra providências.

ERICKSEN VITAL / Gabinete do deputado Dr. João de Matos



Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

O deputado estadual Dr. João José (MDB) denunciou o caos na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Tangará da Serra, que possui 65 funcionários e atende 260 crianças especiais. A entidade sem fins lucrativos suspendeu o transporte de alunos nesta quarta-feira (10) por conta dos sucessivos atrasos de recursos financeiros oriundos de convênios com o Estado. 

“O Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Educação (Seduc), tinha um contrato com a Apae, que venceu em outubro do ano passado no valor de R$ 360 mil. Esse valor ajudava a custear o transporte dos alunos usando o micro-ônibus doado pelo Estado e um ônibus doado pelo Japão. Os alunos excepcionais não têm condições de ir e voltar da escola sem esse transporte. A partir desta quarta, o serviço deve ser suspenso porque a Apae não consegue pagar o combustível e os funcionários”, afirmou Dr. João. 

Dr. João explica que ouviu da direção da Apae que a situação da instituição começou a piorar após o fim do convênio com a Seduc. Mensalmente, a Apae de Tangará gasta cerca de R$ 12 mil com a manutenção dos veículos que fazem o transporte dos alunos.

Em discurso, nesta terça-feira (9), no plenário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o deputado Dr. João conclamou a sociedade de Tangará da Serra a apoiar a iniciativa da concessionária Energisa, que tem permitido que o cidadão possa fazer doação por meio da conta de energia elétrica. "Eu peço encarecidamente a todo o comércio, às indústrias e à sociedade civil organizada que ajudem. E eu tenho certeza que população de Tangará da Serra não irá deixar 260 crianças abandonadas. E peço para o Estado reavaliar a reativação deste convênio com a Seduc”, comentou. 


Gabinete do deputado Dr. João de Matos