Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Brasão

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso


Quinta-feira, 30 de janeiro de 2020 15h01


SAÚDE ITINERANTE

Deputado indica implantação de ‘carretas da saúde’ ao governo do estado

O projeto de unidades móveis de saúde é uma indicação do ano passado do deputado Dr. Gimenez (PV) que busca diminuir as filas para exames e atendimentos especializados na saúde

ROSE DOMINGUES / Gabinete do deputado Dr. Gimenez



A indicação do deputado Dr. Gimenez (PV) para implementação de unidades móveis de saúde já está em estudo pela Secretaria de Estado de Saúde (SES)

Foto: ROSE DOMINGUES

Cerca de 16 mil pessoas da região oeste de Mato Grosso aguardam na fila por exames de imagens especializados, o que representa 90% da população de São José dos Quatro Marcos, por exemplo. Para equacionar esse déficit, o deputado estadual Dr. Gimenez (PV) indicou, no ano passado, a criação de unidades móveis de saúde que devem ser implantadas neste ano pelo governo do estado.

Conforme o deputado, também há mais de três mil pessoas na fila aguardando atendimentos médicos em especialidades como oftalmologia, buco-maxilo-facial e endocrinologia. Os dados foram fornecidos, em 2019, pela Central de Regulação, portanto, o volume de exames e de pacientes na espera pode ser maior atualmente. 

“Fiquei surpreso e feliz ao me deparar com as maquetes do projeto durante uma reunião, nesta semana, com o secretário Gilberto. Essa foi uma ideia que eu tive e que apresentei ao estado para melhorar o acesso dos pacientes, principalmente nos municípios do interior”, afirma o parlamentar, que teve duas reuniões esta semana na Secretaria de Estado de Saúde (SES). 

As informações preliminares da SES são de que o programa poderá ter modelos de ‘carreta móvel’ para áreas prioritárias, que até o momento são vacinação, combate à hanseníase e saúde da mulher. Os técnicos estão na fase de levantamento de dados para definir a estratégia de atuação regional e o número de veículos necessários, conforme o perfil epidemiológico populacional. 

Equipe do Hospital São Luiz, de Cáceres, o deputado Valmir Moretto e o secretário Gilberto Figueiredo

Foto: ROSE DOMINGUES

“Vou acompanhar e auxiliar no que for necessário para que esse programa seja efetivado o mais breve possível e atenda a nossa região oeste. Também fiz a sugestão ao secretário de que os serviços sejam ofertados mediante parceria com os consórcios intermunicipais, entre eles temos o oeste de Mato Grosso, com sede em Cáceres, e do Vale do Guaporé, em Pontes e Lacerda”, explica.

Seguindo esta mesma estratégia, Dr. Gimenez sugeriu a emenda (que foi aprovada e publicada em Diário Oficial) ao Plano Plurianual para o quadriênio 2020-2023 (Mensagem nº 127/2019), com a criação de unidades móveis de saúde para o estado no programa ‘Mato Grosso Mais Saúde’. O objetivo é levar o serviço mais perto do cidadão. 

“Esse modelo de atendimento já é utilizado em diversos estados, como São Paulo, e caracteriza-se por unidades de saúde instaladas em veículo adaptado, onde são instalados equipamentos de tecnologia avançada. É composto por equipe multiprofissional com médicos, enfermeiros e assistentes sociais, que além de atender o paciente, levam informação de caráter preventivo”, acrescenta o deputado.

Para o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, é importante trabalhar em parceria com as lideranças regionais para que as ações possam ser realizadas de forma mais rápida e o Sistema de Único de Saúde (SUS) funcione efetivamente. “Nossa meta é melhorar cada vez mais o acesso, auxiliando deste modo os municípios, mas todas as políticas voltadas à esta área exigem um volume alto de recursos, por isso é importante ter responsabilidade e planejar apenas o que é possível executar, de acordo com o fluxo de caixa do estado”. 

Para Dr. Gimenez, a saúde estadual vive um novo momento e a perspectiva é que realmente fique mais humanizada e regionalizada

Foto: ROSE DOMINGUES

Demandas regionais

Na agenda desta semana, o deputado Dr. Gimenez acompanhou reuniões para buscar melhorias na saúde aos municípios de Cáceres e Pontes e Lacerda. A primeira delas tratou de uma demanda trazida pelo atual diretor do Hospital São Luiz, Jean Cleber Spricigo, que veio acompanhado do prefeito Francis Maris, de Cáceres. 

“Buscamos esclarecer junto ao secretário o suposto atraso nos repasses à unidade e ficou acordado que a quitação referente ao mês de novembro do ano passado seria feito pela SES até sexta-feira (31). Vou acompanhar pessoalmente esta demanda e me coloco à disposição para ajudar e intermediar, como médico e representante da região oeste”.

Já a equipe do Hospital Vale do Guaporé, de Pontes e Lacerda, veio até a secretaria acompanhada do prefeito Alcino Barcelos para demandar reajuste no repasse para a unidade, reforçando a importância desse suporte na prestação de serviços à população de 10 municípios. Hoje, o hospital recebe algo em torno de R$ 400 mil e está pleiteando aumento desse valor.

“Fomos muito bem recebidos pelo secretário, que nos explicou em primeira mão que um estudo já está sendo elaborado pela secretaria para avaliar as necessidades de cada município, de modo a atualizar os valores para a melhor prestação de serviços, o que nos deixa confiantes de que vamos conseguir humanizar e regionalizar a saúde pública no estado”. 

As reuniões ocorreram na terça e quarta-feira (28 e 29), contando também com a presença do também deputado estadual Valdir Moretto e as equipes técnicas das prefeituras e dos hospitais. 


Gabinete do deputado Dr. Gimenez


Associadas


Galeria de Imagens