Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Brasão

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso


Segunda-feira, 28 de setembro de 2020 13h05


MEIO AMBIENTE

Projeto cria a Semana de Conscientização, Prevenção e Combate à Prática de Queimadas em MT

Se for aprovada a proposição, o evento será realizado anualmente na segunda semana do mês de agosto.

CAROLINA COUTINHO / Gabinete do deputado Faissal



Deputado Faissal Calil apresentou projeto de lei em sessão plenária

Foto: ANGELO VARELA

Com o objetivo de buscar condições e adotar ações mais efetivas no combate aos incêndios em Mato Grosso, o deputado estadual Faissal Calil (PV) apresentou, na sessão plenária da última quarta-feira (23) na Casa de Leis, o Projeto de Lei (PL) n° 824/2020, que trata de instituir a Semana Estadual de Conscientização, Prevenção e Combate à Prática de Queimadas.

A proposta visa orientar os servidores públicos estaduais e prestadores de serviços contratados pela administração direta e indireta sobre a proibição de atear fogo em terrenos, áreas públicas e nos materiais resultantes de limpeza realizada, além de promover campanhas educativas no âmbito das escolas estaduais e outras ações voltadas ao meio ambiente. 

 “Os prejuízos que as queimadas trazem para os cofres públicos, os gastos com o combate aos incêndios, a recuperação das áreas devastadas e os recursos despendidos com o tratamento dos pacientes são alarmantes. Aliás, é bom ressaltar que os tratamentos de saúde sempre são caros e, por vezes, não resultam em recuperação completa dos pacientes, alguns passam para a condição de doentes crônicos que sempre precisarão de cuidados médicos cada vez mais sofisticados e caros. O PL busca  criar condições para a adoção de ações mais efetivas no combate a esse mal tão grande, que tem data e hora marcada para se manifestar todos os anos”, justificou o parlamentar. 

Segundo Faissal, o impacto das queimadas para o meio ambiente é mais do que conhecido.  “Espécies animais e vegetais são extintas, nascentes secam, árvores de grande porte morrem, o ar fica poluído, a umidade relativa do ar diminui assustadoramente, comprometendo a saúde de todos, especialmente das crianças e idosos”, concluiu.


Gabinete do deputado Faissal