Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Brasão

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso


Terça-feira, 23 de junho de 2020 11h40


SEGURANÇA

Deputado Claudinei solicita urgência na construção de delegacia para PJC-MT de Campo Verde

O parlamentar apresentou indicação para que o governo estadual viabilize a construção da nova sede da Delegacia de Polícia

SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS / Gabinete do deputado Delegado Claudinei



Foto: ANGELO VARELA / ALMT

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL), nesta segunda-feira (22), expôs a necessidade da Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp-MT) viabilizar, em caráter de urgência, o início das obras para a construção de nova sede da Delegacia de Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), em Campo Verde (MT). A solicitação foi apresentada por meio da indicação de n.º 2525/2020, em sessão extraordinária, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

A prefeitura municipal já realizou a doação de terreno com cerca de 2 mil m² que contará com uma área construída de aproximadamente 750 m² que atenderá às necessidades para atuação dos policiais civis e garantirá um melhor atendimento para a população campo-verdense. Para o delegado de polícia, Mário Roberto Santiago, na área já foi feita a terraplanagem e a próxima etapa vai ser a construção do muro. “O município já sinalizou que vai ajudar. Existe a Comissão Pró-Construção da Delegacia que já arrecadou uma boa quantia com a realização de eventos. Não adianta com pouco recurso começar a construir, pois a obra vai parar”, explica.

Para a concretização desta obra, orçada em R$ 1,6 milhões é preciso da liberação de recurso do poder executivo. O deputado Claudinei explica que também recebeu este pedido do presidente do Conselho Municipal de Segurança Pública (Comsep), Luiz Ricardo de Souza, e do presidente do PSL de Campo Verde, Ricardo Evangelista.

“Eles me informaram que em janeiro deste ano, a prefeitura municipal já passou a escritura do terreno para o Estado para a construção. Sem contar que o projeto arquitetônico já está pronto. Não podemos ficar dependentes só da ajuda de municípios, de TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) do Ministério Público Estadual e da sociedade organizada civil para arrecadar dinheiro para ter uma delegacia. É preciso que o poder executivo se movimente também, pois precisamos dele para poder concretizar essa nova sede”, posiciona o parlamentar que também é presidente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da ALMT.

Projeto Arquitetônico

Santiago conta que o projeto arquitetônico da nova delegacia já tem uma planta pronta e que segue as estratégias propostas pela Sesp-MT. “O projeto conta com uma sala em que o advogado vai ter uma sala reservada para falar com o preso, dois gabinetes, uma quantidade boa para escrivão e investigador, cerca de cinco celas para os presos”, adianta o delegado ao descrever a futura estrutura da instituição.

Precariedade 

Ele esclarece que a situação da Delegacia é bem precária. “Só para ter uma ideia, no meu gabinete trabalham mais duas pessoas por falta de sala. Falta espaço pela quantidade de pessoal. Temos só três escrivães para atender mais de 1.600 inquéritos. Precisamos de drone, poucas cadeiras e mesas para executar o trabalho. É um prédio bem antigo, às vezes, tem vazamento de água e nós que sempre damos um jeito para resolver”, explica Mário que acrescenta que o espaço também conta com 13 investigadores.

Outro aspecto que o preocupa são as celas que não tem condições de manter o preso por muito tempo. “São presos em flagrante que ficam entre dois a até quatro dias aqui. Temos que solicitar vaga para o Sistema Prisional para nos dar a direção, pois aqui a cidade não tem cadeia. A gente tenta melhorar até o espaço das celas. A gente tenta transferir o mais rápido possível estes presos até pela segurança dos nossos servidores. Reconheço que a Sesp e a diretoria da PJC também estão engajadas, mas o que falta é recurso”, esclarece Santiago.

Essa delegacia está interligada com a Delegacia Regional da PJC-MT de Primavera do Leste, sendo que a distância deste município à Campo Verde é de cerca de 100 km. Hoje, a cidade campo-verdense conta com cerca de 43 mil habitantes, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatista (IBGE) de 2018.


Gabinete do deputado Delegado Claudinei

Telefone: (65) 3313-6358